Notícias

Empresas de autopeças são acusadas de combinar preço e prejudicar comprador

Alessandro Reis/UOL

Nesta semana foi aberto um processo administrativo pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para investigar a possível formação de cartel praticado por três empresas do ramo de reposição de peças: Federal Mogul, Mahle Metal Leve e KSPG Automotive Brazil.

As três atuam tanto no mercado independente de reposição quanto no de peças automotivas originais e de acordo com o Cade existe evidências de que as empresas acordaram entre elas preços e condições comerciais para vendas tanto no mercado de componentes originais quanto no chamado "aftermarket", de reparação independente. O processo envolve a comercialização de pistões de motor, bronzinas, camisas, pinos, bielas, porta-anéis, anéis e juntas de vedação e anéis de pistões de moto.

O órgão regulador diz ter indícios de que as três compartilharam informações de mercado, proporcionando concorrência desleal em relação a outras fabricantes de autopeças. O Cade ainda vai notificar as companhias para que apresentem sua defesa. O julgamento será feito pelo Tribunal Administrativo do conselho.

 

Veja mais

+ Inscreva-se no nosso canal do Youtube

+ Siga nosso Instagram

+ Curta nossa página do Facebook

 

Fonte: UOL - https://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2017/12/05/empresas-de-autopecas-sao-acusadas-de-combinar-preco-e-prejudicar-comprador.htm